Arquivo | Voyages RSS feed for this section

New York by Woody Allen

31 mar

Ao som de “Rhapsody in blue” by George Gershwin.

 

São Paulo Encolhida – Exposição em NY

1 dez

Hoje, foi inaugurada uma mostra do fotógrafo brasileiro Claudio Edinger em NY que leva o tema da cidade de São Paulo. A exposição tem 12 trabalhos que retratam as ambiguidades e contradições da cidade.

Entre elas, estão prédios, avenidas e largos famosos em cenas do cotidiano (quem mora em SP sabe que isso quer dizer trânsito de pessoas e veículos!).

Edinger usou uma câmera especial Sinar que permite acertar o foco apenas em determinadas áreas da imagem, o que gera um ar de “miniatura” para os locais fotografados. Esse efeito aproxima a fotografia da maneira como o olho humano enxerga, prendendo-se a um objeto de cada vez. Doze das trinta imagens foram selecionadas para a exposição. As outras podem ser conferidas no livro “São Paulo: Minha Estranha Cidade Linda” (2009). A exposição ficará em cartaz na galeria 1500 em Nova York até 26 de março. Achei demais, eu AMO miniaturas!!! Qualquer coisa que seja miniatura… Então resolvi colocar elas aqui… Espero que gostem!

Destination: St. Barthélemy

14 nov

Um lugar maravilhoso, tranquilo e sim, um pouco expensive, para se ter como destino em uma viagem é St. Barthélemy. Mais conhecida como St. Barth(s), é uma entre as quatro ilhas das Pequenas Antilhas que engloba as índias Ocidentais Francesas, ou seja, pertence à França.  Saint-Barth foi cedida pela França à Suécia em 1785, e em 1878 foi concedida à França novamente. A capital e principal cidade da ilha é Gustavia, em homenagem ao rei sueco Gustavo III da Suécia, e é também aonde se encontram as melhores lojas de grifes e comércio em geral. A ilha de 21km quadrados tem por volta de 8.500 habitantes, a renda per capita é de US$26.000, a moeda utilizada é o Euro (€) e lógico, a língua nativa é o francês.

O acesso a ilha é ou pelo mar ou por vias aéreas vindo geralmente de St. Martin (Princess Juliana International Airport). Nesse caso, pega-se um mono ou bi-motor em St. Martin e após um vôo de aproximadamente 8 minutos chega-se ao destino, o Aeroporto St. Jean Airport. Não posso esquecer de citar que essa é a única parte da viagem aonde uma provável tensão pode emergir… Nesse aeroporto só são autorizadas aterrisarem aeronaves que transportem no máximo vinte passageiros, aviões maiores são proibidos, devido a sua pista de 400 metros. Caso contrário iriam de encontro com a praia ou a montanha localizada logo antes da área de pouso. Mesmo com todos os acidentes que ocorreram lá não terem sido graves, o aeroporto de St. Barths é considerado, por sua localização e tamanho, um dos mais perigosos do mundo.

Segue um filminho computadorizado que mostra bem a ilha em geral e principalmente o aeroporto…

Considerada o playground dos ricos e famosos, St. Barths é conhecida por suas lindas praias de água transparente (afinal, está localizada no Caribe!), a gastronomia francesa de seus bistrôs chiques e lógico, os intermináveis designers existentes tanto nativos, quanto de fora da ilha.

A ilha tem aproximadamente 25 hotéis cada um com 15 ou menos quartos. O maior hotel tem 58 quartos. São classificados como os franceses classificam seus hotéis: 3 estrelas, 4 estrelas e 4 estrelas luxe. Vou citar três hotéis da ilha que se encaixam na categoria 4 estrelas luxe…

1) Eden Rock Hotel – Localizado em St. Jean, uma das praias mais “badaladas” da ilha, esse hotel é ótimo e além das acomodações maravilhosas e únicas, oferece dois ótimos restaurantes, academia, piscina, butiques, e claro, um espaço praticamente privado na praia de St. Jean. É um ótimo hotel para ir com a família ou amigos. Aqui vão algumas fotos desse lugar maravilhoso!!! (http://www.edenrockhotel.com/)

Nada mal, hein?

A varanda de um dos quartos...

2) Le Sereno Hotel – Na minha opnião, esse hotel entra na categoria lua de mel. Com design do famoso francês, Christian Liaigre e localizado na praia de Grand Cul de Sac (que é uma praia badalada e praticamente uma lagoa perfeita para se praticar windsurfing, kitesurfing ou velejar) o Le Sereno é um hotel que mescla perfeitamente luxo com simplicidade, estilo e serenidade, é a cara de St. Barths. Por ter um clima mais tranquilo (romântico) e ser localizado em uma das praias mais lindas da ilha, eu o considero um hotel perfeito para lua de mel. (http://www.lesereno.com/)

3)  Guanahani & Spa Hotel – Um hotel que pode ser tanto para família quanto para casais, esta localizado ao lado do Le Sereno, na praia do Petit Cul de Sac. Apesar de o clima deste hotel ser mais jovial, ele tem a mesma proposta de praia privada (nesse caso é realmente privada), tranquilidade, luxo e simplicidade.  Como o nome mesmo diz, além do hotel, existe um Spa na propriedade, com os melhores produtos do mercado, lógico! (http://www.leguanahani.com/)

Recepção

Bom, esse é o meu conhecimento sobre a ilha. Mas tenho certeza que tem muuuuuitas outras coisas legais para conhecer. Além dos diversos restaurantes, lojas, existem também muitos jovens na ilha, a vida noturna é agitada, com diversas baladas top (Ex: VIP Room). Um lugar que eu considero gostoso é o Nikki Beach, que diferente de outros espalhados pelo mundo, não é, digamos, “popularizado”. Para se ter noção, na virada de 2009 para 2010, Beyonce e Jay-Z optaram por St. Barths, e foram ao Nikki Beach na noite da virada. Portanto, quem optou por passar o ano novo lá, começou 2010 com um show surpresa e totalmente private da cantora. Nada mal, não?

Existem 21 praias no total na ilha, algumas delas somente com acesso através de barco. Além das que eu já citei, existe também a Shell Beach (praia das conchas), que atrai bastante famílias com crianças. E para fechar esse post comprido, aqui vai umas fotos de Gustavia, a LINDA a capital de St Barths…

%d blogueiros gostam disto: